DataHub aponta que mais de 176 mil negócios de tecnologia foram abertos nos últimos 10 anos; Estado de São Paulo concentra a maioria das empresas

A digitalização de negócios em diversos segmentos durante a pandemia impulsionou o mercado de startups no Brasil. No ano passado, foram abertas 35.423 startups e empresas de tecnologia no país, uma alta de 210% em relação a 2011, revela estudo da DataHub, plataforma de inteligência de dados.

De acordo com o levantamento, 176.482 novos negócios foram abertos na área na última década, sendo que a região Sudeste concentra a abertura dessas empresas, com 107.499 empreendimentos. Em seguida, figuram Sul (29.582), Nordeste (19.626), Centro-Oeste (13.152) e Norte (5.856).

estado de São Paulo responde por 75,25% do total de aberturas no período, sendo quase metade na capital paulista (44.326), o que faz da cidade um grande polo de tecnologia na América Latina. Logo atrás, aparecem Rio de Janeiro (8.783), Curitiba (6.879), Belo Horizonte (5.705) e Brasília (5.464).

“É inegável que a pandemia impactou o setor. Todas as mudanças pelas quais passamos nesse período, pessoas físicas e empresas, intensificou a necessidade de criar soluções para atender às novas demandas do dia a dia. Tivemos uma aceleração na transformação digital e há muito espaço ainda para crescer”, analisou José Renato Raposo, COO da DataHub.

Além disso, o setor de startups desponta como um grande empregador, com 520 mil novas posições com carteira assinada no país nos últimos dez anos. Mais uma vez, o Sudeste é a região que mais registrou novos empregos, com um total de 292.966. Por outro lado, Norte do país detém o menor volume de oportunidades, com 24.661 novas vagas.

Fonte: IT Forum

O post Estudo: pandemia acelera abertura de novas startups no Brasil apareceu primeiro em OasisLab.

close-link