Estudo analisou as 100 cidades mais populosas, avaliando ambiente regulatório, infraestrutura, mercado, acesso a capital, inovação e capital humano

Por Gilmara Santos

Estudo realizado pela pela Endeavor em parceria com a Escola Nacional de Administração Pública (Enap) traz o ranking das melhores cidades para empreender. Das 10 cidades no topo do índice, cinco estão no Estado de São Paulo. Encabeçando a lista está a Capital paulista, seguida por Florianópolis e Osasco. Completam a lista dos dez municípios mais empreendedores Vitória (ES), Brasília (DF), São José dos Campos (SP), São Bernardo do Campo (SP), Jundiaí (SP), Porto Alegre (RS) e Rio de Janeiro (RJ).

Na edição 2020 do levantamento, foram analisados os cenários das 100 cidades mais populosas do País, avaliando as condições relacionadas a ambiente regulatório, infraestrutura, mercado, acesso a capital, inovação, capital humano e cultura empreendedora.

“O ICE ( Índice de Cidades Empreendedoras) comprova que existe muito mais vontade de empreender no Brasil do que o que vemos no Sul e Sudeste”, ressalta Diogo Costa, presidente da Enap.

lém disso, ele destaca que o relatório também traz contribuições para o período pós-pandemia. “Em épocas como a que vivemos, pensamos muito em ações, principalmente nas direcionadas para setores específicos. O que vemos em um guia como este é que, no longo prazo, as instituições são mais importantes do que as ações. Instituições precisam ser construídas para que o mercado seja ágil, que a abertura de empresas seja simplificada, que a execução de contratos seja facilitada.”

Costa observa ainda que essa também é uma visão de longo prazo que vemos no relatório. “Não apenas é preciso haver ações específicas, mas também é necessário fortalecer as instituições que atuam para impulsionar o empreendedorismo”, enfatiza.

Primeira cidade que não é capital a aparecer no ranking, Osasco se destaca tanto pelo setor industrial, serviços e comércio pujantes. “Osasco tem um polo industrial forte. E a chegada do iFood e do Mercado Livre na cidade atraiu também muitas empresas de tecnologia e o setor de serviços tem ganhado cada vez mais destaque. Além disso, o comércio do município é bastante forte”, avalia Thiago Brandão Farias, gerente do Escritório Regional do Sebrae em Osasco.

Ele comenta que a cidade abriga o segundo maior corredor de comércio da região metropolitana de São Paulo. “O calçadão recebe cerca de 25 mil pessoas por dia e fica atrás apenas da região da 25 de março”, diz.

De acordo com ele, políticas específicas da prefeitura para novos negócios e ações da classe empresarial também contribuem para este movimento de colocar o município no topo do ranking dos mais empreendedores.

A empreendedora Solange Oliveira viu na cidade a oportunidade de transformar o sonho de empreender em realidade. Ela e o marido abriram o Hortifruti Presidente Altino na cidade há 11 anos.

“Neste período vimos que a cidade cresceu bastante, com a chegada de muitas empresas e isso é bom porque também traz empregos e desenvolvimento para o município”, diz Solange.

A expansão da cidade também contribuiu para o crescimento do seu negócio. Há sete meses, eles mudaram a loja para um espaço três vezes maior e dobraram o número de funcionários, que eram cinco e agora são 10.

“E estamos contratando”, avisa a empreendedora, que é psicóloga e deixou em emprego de 15 anos no RH de uma grande empresa para se dedicar ao próprio negócio.

Veja o ranking das cidades empreendedoras

1. São Paulo
2, Florianópolis
3. Osasco
4. Vitória
5. Brasília
6. São José dos Campos
7. São Bernardo do Campo
8. Jundiaí
9. Porto Alegre
10. Rio de Janeiro

Fonte: IstoÉ

O post Saiba quais são as melhores cidades para empreender no Brasil apareceu primeiro em OasisLab.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *