Alinhada a uma das principais tendências do varejo, Polichat multiplica faturamento por 5 em 2020 e projeta triplicar tamanho neste ano

Onde há crise, há oportunidades. E quem está preparado consegue aproveitar a oportunidade para crescer. É o que aconteceu em 2020 com a Polichat, empresa citada como uma das 50 startups que mudam o Brasil, que criou uma solução que converge para um único aplicativo todas as mensagens vindas de redes sociais, do WhatsApp e do chat de um site, facilitando a rotina de empresas que têm um atendimento online. A empresa multiplicou por cinco seu faturamento no ano passado e projeta triplicar em 2021.

“O WhatsApp cresceu durante a crise como um canal alternativo de relacionamento e vendas. Nossa solução estava preparada para ajudar o varejo a se adaptar rapidamente a uma ferramenta que o consumidor já usava intensamente”, conta Alberto Silva Filho, CEO e fundador da Polichat.

Para ele, antes da crise o uso do WhatsApp como ferramenta de relacionamento e vendas era um investimento viável, mas que vinha sendo adiado. De repente, se tornou uma questão de sobrevivência, não apenas no Brasil. “Conquistamos clientes em países como Paraguai, Argentina, Estados Unidos e Japão, mesmo sem uma versão traduzida da nossa plataforma. Isso mostra que a demanda por esse tipo de solução não é algo exclusivo do nosso mercado”, analisa.

A Polichat aproveitou a forte demanda por suas soluções para melhorar a usabilidade da plataforma, tornando-a mais amigável ao varejo. “Como a ideia da plataforma é facilitar a conversa da empresa com os clientes, popularizamos a linguagem e desenvolvemos novos recursos para facilitar a gestão dos contatos com os clientes”, afirma.

No quarto trimestre, a empresa lançou o PoliPay, uma ferramenta que permite fechar a venda e fazer o pagamento a partir do WhatsApp. “Isso facilita para o consumidor, que não precisa ir para outra plataforma, e para o varejo, que pode controlar melhor a performance de cada vendedor e ter análises mais ricas do que acontece no negócio”, conta. A aceitação da plataforma vem sendo muito positiva. “Desenvolvemos a solução a partir do que os clientes precisavam. Por isso, vem sendo vista pelo mercado como um grande diferencial”, explica o fundador.

Em 2021, a Polichat quer aproveitar o fato de estar posicionada em um dos grandes vetores de transformação do varejo mundial para escalar seu negócio e acelerar o desenvolvimento de soluções. “Abrimos recentemente um novo round de investimentos para aumentar nossa capacidade de crescimento, focando em produtos que complementem nossas soluções, como o uso de voz e vídeo diretamente da plataforma, e expandindo nossa capacidade comercial”, finaliza Alberto.

Fonte: Redação OASISLAB

O post WhatsApp se consolida como nova fronteira das vendas do varejo apareceu primeiro em OasisLab.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *