Todos os anos, o MIT Technology Review elege uma lista dos jovens mais inovadores com menos de 35 anos. A publicação já trouxe nomes como Mark Zuckerberg e Larry Page, e desde 2013 mantém uma edição voltada aos talentos da América Latina.

A edição mais recente, publicada em dezembro, traz os nomes de cinco brasileiros. Abaixo, saiba quem são eles e o que os levou a entrar para a lista Innovators Under 35 LATAM 2020.

Amanda Pinto
A administradora fundou a N.ovo, startup que desenvolve substitutos vegetais para os ovos. A empresa é uma spin-off Grupo Mantiqueira, maior produtora de ovos da América do Sul, fundada por seu pai, Leandro Pinto. Entre os produtos da startup, está um pó vegetal que substitui o ovo em receitas, além de uma linha de maioneses veganas e sem glúten.

Renato Borges
O engenheiro é fundador da Agrointeli, uma plataforma de inteligência artificial voltada a agricultores. O sistema reúne informações de imagens aéreas, sensores, dados de máquinas e previsões meteorológicas para auxiliar na tomada de decisões no campo. A proposta é ajudar produtores a economizar dinheiro e tempo e a praticar uma agricultura mais sustentável.

Ricardo di Lazzaro
Com formações como médico, bioquímico, farmacêutico e geneticista, Ricardo di Lazzaro fundou a startup Genera, especializada em genômica pessoal e ancestralidade genética. Seus testes permitem descobrir predisposições a doenças, respostas a medicamentos e informações sobre os ancestrais. Desenvolvidos no Brasil, eles também têm um custo mais acessível no mercado.

Fred Rabelo
O engenheiro é fundador da Ti.Saúde, uma plataforma de saúde que conecta pacientes a profissionais de saúde. Além de viabilizar consultas virtuais, o serviço permite a interação por canais como WhatsApp e telefone, favorecendo, por exemplo, o acompanhamento de pacientes crônicos ou de risco. A plataforma atende tanto a saúde privada quanto o sistema público.

Gabriel Liguori
O médico é cofundador da TissueLabs, startup que atua na fabricação de tecidos e órgãos em laboratório. Os materiais desenvolvidos permitem, por exemplo, testar medicamentos em fase de desenvolvimento ou encontrar melhores tratamentos para indivíduos. A startup também desenvolve pesquisas na área de cardiologia, com a ambição desenvolver corações artificiais e tecidos que permitam regenerar os órgãos.

Fonte: Época Negócios

O post Conheça os brasileiros eleitos pelo MIT como alguns dos jovens mais inovadores da América Latina apareceu primeiro em OasisLab.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *