O ano de 2020 causou forte impacto em tudo e todos, mas para além dos números alarmantes, coisas boas também aconteceram para quem observou o mercado. Assim, 2021 será um ano cheio de oportunidades para novos negócios que se estruturarem de olho no Digital. Confira dicas essenciais de profissionais renomados que já fizeram grandes negócios crescerem exponencialmente e aproveite essa onda com a ajuda deles:

Mais do que nunca, só nasça no Digital e por lá se consolide

Pela incerteza do cenário global, especialmente o econômico imposto pela pandemia e seus reflexos, mais do que 2020, 2021 será ainda mais o ano do Digital! A presença em um ambiente online para conectar empresa, serviços e produtos será determinante para o sucesso de qualquer negócio, especialmente os novos.

Atenção: desenhe essa estratégia para que ela seja ágil, simples, inteligente e focada no público-alvo desejado. Na leitura dos especialistas da venture builder Organica 10.4.3 é que cenário de 2021 será bastante desafiador do ponto de vista de customer success e costumer experience. Ou seja, mais do que nunca e especialmente em um contexto em que o consumo se dá na internet por conta das restrições de distanciamento social, as pessoas querem ter um tratamento cada vez mais adequado e humanizado para seus problemas, compras.

É importante lembrar que as empresas mais amadas pelo consumidor, a Nubank por exemplo, trabalham para resolver a dor das pessoas no modelo tradicional, propondo uma resolução no online. Para ter sucesso, seu negócio tem que quebrar esse padrão!

Valorize a cultura

Cultura não é mais diferencial, é primordial! Se no seu plano de negócios, a cultura da sua empresa tem, por premissa, determinada característica, não erre em contratar um profissional que não acredita ou não tem nada a ver com aquela máxima descrita no seu apelo de vendas.

Ética e diversidade, por exemplo, são duas características sensíveis – quem esbarra nelas não terá sucesso e certamente verá seu negócio morrer em pouquíssimo tempo. Evite perder dinheiro com essa falta de atenção!

Saiba quem é seu público-alvo

Tenho um serviço X ou um produto Y! Ou seja, em 2021, busque o público X ou Y e dialogue com ele. A cultura do falar com “falar com todo mundo” definitivamente ficou no passado. Startups, por essência, tem que ser negócios nichados e a partir do momento que existe um público (identificado!) querendo um serviço melhor, consegue-se fazer uma oferta que encante os olhos daquelas pessoas e, assim, dominar aquela fatia de mercado.

Não caia na tentação de estar no mercado de todo mundo

Atrelada à dica anterior, sabendo o público e mercado que o seu negócio pode curar uma dor, foque em entender constantemente a jornada daquele cliente! Não deixe de olhar para todos os hábitos dele — das preferências na Netflix às compras que ele deixa ou converte na cestinha do e-commerce mais acessado por ele.

Identifique, atente-se e persiga seu público-alavanca

A partir do momento que você tem um público querendo um serviço melhor, você consegue entender melhor aquele consumidor e parte dessas pessoas são as empolgadas com a inovação do seu negócio.

O público alavanca certamente vai te dar alavanca e força para sua startup crescer exponencialmente, a ponto de tomar corpo e, mais tarde um pouco, ter tempo de ir refinando seu público-alvo ou até mesmo criar subgrupos para atacar. Boa dica para não desperdiçar dinheiro, afinal de contas sabemos que o caixa de toda e qualquer startup é finito! Eis o desafio e a beleza de uma.

A marca tem que conversar com o público

Brand e comunicação também são premissas de um plano de negócios de uma startup. Tem, sim, que separar uma grana para isso! Sua marca tem que conversar com quem você deseja conversar. Não adianta nada querer ser uma marca jovem e usar “gíras de tiozão” em suas comunicações.

Ajuste seu tom de voz, sua fotografia, sua persona. Como essa marca se move e trata seus clientes e concorrentes certamente são pontos que o público vai notar nas primeiras interações.

Partiu máquina de vendas. Traduzindo: receita e dinheiro!

Entendido o cenário e o cliente, aí sim começa a estratégia que a gente gosta: como converter esse público em receita para o seu negócio. Aqui entram várias estratégias! Para 2021, como oportunidade para startups, é conseguir criar produtos com receita recorrente, por exemplo, clubes de assinatura – com a pandemia forçando as pessoas comprarem pela internet, quem não quer chegar em casa no dia 20 e a ração do cachorro estar lá, sem preocupação?

Compras recorrentes impactam significativamente no valuation do negócio no médio e longo prazo. Acredite!

Conteúdo e envolvimento, ao lado do produto!

Para consolidar o sucesso e fidelizar as pessoas, é terminantemente necessário se transformar em uma plataforma de experiência digital 360. Oferecer conteúdo relevante para aquelas pessoas, que têm aqueles hábitos identificados vai fazer com que o público se apaixone cada vez mais pelo seu negócio.

Aplicativos de nutrição para negócios que vendem comida, ebooks de psicologia canina para quem vende produtos pet e por aí vai são boas sacadas de como oferecer mais do que o seu produto e serviço.

Fonte: IT Forum

O post 8 dicas de ouro pra sua startup brilhar em 2021 apareceu primeiro em OasisLab.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.