Maior conferência de tecnologia do mundo bate recordes e projeta crescimento ainda maior nos próximos anos

 

Com mais de 104 mil participantes, a edição 2020 do Web Summit, realizado online devido à pandemia, é um verdadeiro tour de force dos organizadores. Com participantes de 168 países, 679 palestras em três dias e cinco canais, e mais de mil palestrantes, o evento alcançou números vistosos mesmo sem o apelo de ser realizado presencialmente em Lisboa.

Para os próximos anos, os planos do presidente executivo do Web Summit, Paddy Cosgrave, são ainda mais ambiciosos. Em coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira, durante a realização do Web Summit 2020, Cosgrave disse esperar que, no próximo ano, o evento reúna 70 mil pessoas presencialmente em Lisboa e pelo menos o mesmo número virtualmente.

“Vejo um grande futuro para eventos híbridos”, comenta. Para ele, o formato híbrido ajudará a atrair startups que estão nos passos iniciais de desenvolvimento e não possuem recursos para viajar para o evento, ou que estão em locais mais distantes. Além disso, como nos últimos meses o Web Summit desenvolveu sua própria plataforma de eventos, também há um futuro como provedor de soluções para terceiros.

Para 2022, Cosgrave mantém a expectativa de ampliação da capacidade dos pavilhões da Feira Internacional de Lisboa (FIL), onde o evento ocorreu presencialmente nos últimos anos. Em 2018, quando o atual contrato de realização do Web Summit foi assinado, com validade de dez anos, havia o compromisso de ampliar a FIL até 2022, praticamente duplicando seu tamanho.

Outro passo importante do Web Summit é a ampliação de sua presença internacional. No mês passado, Cosgrave já havia antecipado que pretende realizar uma edição brasileira do evento em 2022, em Porto Alegre ou no Rio de Janeiro. Durante o Web Summit, foi anunciado um contrato de cinco anos para realização do Web Summit Japão em Tóquio, a partir de setembro de 2022. “O Japão é o perfeito país para receber a Web Summit. Durante décadas tem sido o líder global em inovação, construindo algumas das mais sofisticadas e avançadas tecnologias que são usadas hoje”, disse.

Já o RISE, “evento irmão” do Web Summit, mudará de Hong Kong para Kuala Lumpur, na Malásia. Para 2023, a ambição global de Cosgrave quer desenvolver edições do Web Summit na África e no Oriente Médio

 

O Web Summit 2020 em números

– 104,6 mil participantes

– mais de 2000 jornalistas

– mais de 1000 palestrantes

– 679 palestras

– 290 mesas-redondas ao vivo

– representantes de 168 países

– 46% de participação feminina, a maior do evento até hoje

 

O post Web Summit cresce ainda mais em ano de pandemia apareceu primeiro em OasisLab.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

close-link